FANDOM


Ninguém era meu mestre, mas eu podia ser mestre de tudo se quisesse. Se ousasse.

– Feyre Archeron, Corte de Névoa e Fúria.

Feyre Archeron (pronúncia: Fay-ruh[1]) é a Grã-Senhora da Corte Noturna e a primeira Grã-Senhora de Prythian.

Era originalmente uma Mortal, mas foi ressuscitada como Grã-Feérica pelos sete Grão-Senhores após sua morte Sob a Montanha. Por um tempo, Feyre morou na Corte dos Sonhos em Velaris após deixar a Corte Primaveril, mas retornou à Corte Primaveril depois dos eventos ocorridos em Hybern em Corte de Névoa e Fúria. Com a conclusão da trilogia, Feyre mais uma vez retorna para Velaris, governando a Corte Noturna como Grã-Senhora junto com Rhysand, seu parceiro, marido, e Grão-Senhor da Corte Noturna.

Aparência

Feyre é alta, esbelta e tem um corpo forte, com a pele pálida, cabelos castanhos-dourados e olhos azul-acinzentados. Antes de chegar na Corte Primaveril, ela comia muito pouco devido à pobreza de sua família, tornando-a extremamente magra. No entanto, uma vez instalada na Corte Primaveril, ela engordou de forma saudável. Apesar de sua magreza, ela sempre foi consideravelmente forte.

Após seu tempo na Corte Primaveril, sua pele bronzeou e ficou com sardas. Ela tem um nariz arrebitado e bonito, maçãs do rosto altas e uma boca macia. Ela é descrita como bonita. Seu braço esquerdo tem uma tatuagem, dada por Rhysand. A tatuagem age como um contrato do acordo que exige que Feyre fique uma semana por mês, durante sua vida na Corte Noturna. Depois de se transformar em uma Grã-Feérica enquanto vivia com Tamlin, ela definha e fica magra mais uma vez.

A tatuagem que significa seu acordo com Rhysand foi posteriormente destruída pelo rei de Hybern em Corte de Névoa e Fúria. Entretanto, seu outro braço agora tem uma tatuagem correspondente à original, marcando-a como a Grã-Senhora da Corte Noturna.

Após o evento de Corte de Asas e Ruína, Feyre carrega sua tatuagem de Grã-Senhora no braço direito e, no esquerdo, uma pulseira negra de seu acordo com Bryaxis e uma gêmea da sua tatuagem do braço direito, que marca seu acordo de morrer ao mesmo tempo que Rhysand.

Personalidade

Feyre começa tendo uma máscara fria, estranha que esconde sua calidez e compaixão. Ela é muito teimosa e mantém suas promessas, embora seja bastante natural ao mentir. Ela tem um lado rebelde e ousado, e é muito curiosa quanto ao mundo à sua volta.

Feyre é ocasionalmente sedutora e encantadora quando quer ser, mas, geralmente prefere permanecer aberta às pessoas com quem tem afeição. Ela odeia quando outros a julgam, e fica bastante indignada em relação àqueles que não recebem direitos iguais. Ela pode ser muito astuta quando quer, pois ela é ótima em mascarar suas emoções e desempenhar papéis diferentes, e tem um temperamento quente quando provocada. Ela tem uma lealdade inquebrável com aqueles que ganharam sua confiança e um profundo ódio contra aqueles que a quebraram.

Feyre tem um lado sombrio que ela não se importa de mostrar, impulsionada por sua compaixão, determinação, natureza de se sacrificar e fé com para aqueles que ela ama. Feyre também é uma artista perspicaz, embora, após os eventos de Sob a Montanha, ela não conseguisse pintar.

Biografia

Vida Pregressa

Feyre é a mais nova de três irmãs, sendo Nestha a mais velha e Elain a do meio. A família dela era rica. Seu pai era chamado de "Príncipe dos Mercadores" e sua mãe era negligente com suas filhas, preocupada apenas com seu status e planejamento de festas.

Sua mãe morreu de tifo quando ela tinha oito anos, mas não antes de fazer Feyre prometer que cuidaria da família. Quando tinha nove anos, seu pai depositou todo o seu dinheiro em um negócio de mercadorias a alto mar e perdeu todos os seus navios. Ele se endividou e foi caçado e agredido por aqueles que devia. Como resultado, o seu joelho foi irreparavelmente danificado, isso foi testemunhado por Feyre, pois ela foi a única de suas três filhas que tentou impedir que o joelho fosse arruinado. Agora vivendo na pobreza, Feyre se torna a única provedora de renda da família, apesar de ser a mais nova.

Muito jovem para ler, antes de sua família perder a fortuna, Feyre cresce analfabeta, e sem o treinamento de classe alta que suas irmãs tiveram. Quando foram forçados a se mudar de sua casa para uma aldeia não descrita, Nestha, Elain e seu pai deixaram todas as tarefas domésticas e ganha pão para Feyre. Quando ela tinha onze anos, ela começou a seguir caçadores para a floresta e aprendeu a colocar armadilhas e caçar observando-os. Mais adiante, ela iniciou um relacionamento sexual com um garoto da aldeia chamado Isaac Hale e suas irmãs procuravam possíveis pretendentes.

Feyre sempre teve interesse em pintar, mas como suas irmãs se apossavam de qualquer dinheiro que Feyre trazia para casa, ela tinha pouco tempo ou recursos para comprar tintas e treinar.

Corte de Espinhos e Rosas

Coloring Book 2

Feyre mata Andras

Feyre é apresentada pela primeira vez no bosque coberto de neve e sua aldeia enquanto ela caça à procura de alimento para sua família durante o rigoroso inverno.  Ela está perto de morrer de fome e, enquanto se prepara para atirar em uma corça, ela vê um lobo. Uma vez que Feyre o nota, ela faz um grande esforço entre correr ou atirar no grande lobo, que poderia ser um feérico. Por ódio aos feéricos, ela atira no lobo imóvel e, como ele não morre, atira outra flecha no olho, finalmente matando-o. Feyre tira a pele do lobo e arrasta uma corça que ela matou até seu chalé. Sem que ela soubesse, o lobo era Andras - um feérico da Corte Primaveril que foi enviado para o reino mortal por Tamlin.

Um dia após matar o lobo, Feyre vai para a aldeia para vender o que resta da corça. Quando ela volta, enquanto janta com sua família, uma besta com um corpo de urso, cabeça de lobo e chifres de alce destrói a porta de seu chalé e o invade, perguntando quem matou o lobo. Quando Feyre confessa que foi ela e pergunta à besta qual é o preço do fez, a besta responde "uma vida por outra". Quando ela pede que a besta a mate do lado de fora para que sua família não tenha que limpar seu sangue do chão, a besta fica impressionada com sua coragem e informa que ela poderia cumprir sua dívida passando sua vida em Prythian.

Seu pai a encoraja a fazer isso e fala para ela nunca mais voltar para casa. Ela deixa seu chalé acompanhada da besta e, enquanto eles seguem pela floresta, procura uma maneira de fugir ou matá-lo. Ela é então nocauteada pela besta com encantamento e permanece inconsciente durante toda a viagem.

Coloring Book 5

Feyre conhece Tamlin e Lucien

Feyre recupera a consciência quando já está na Corte Primaveril e chega a uma mansão agradável e aparentemente vazia. Ela é levada até uma sala de jantar pela besta que, com um flash de luz, transforma-se em um jovem loiro com a face coberta por uma máscara, que se chama Tamlin. Ele a oferece comida, mas Feyre recusa. Tamlin manda ela tomar um banho e voltar mais tarde. Quando ela retorna, ainda se recusa a comer, acreditando que ela será enfeitiçada. Um feérico chamado Lucien se reúne com Tamlin e Feyre na mesa de jantar e inicialmente começa a zombar dela por ser humana e parecer faminta. Tamlin tenta demonstrar seu interesse dizendo-lhe que ela parecia limpa e bem vestida, mas ela descarta a tentativa de elogio como um patético flerte. Devido à sua desconfiança contínua, Tamlin usa magia para algemá-la em seu assento e promete não liberá-la até ela comer, Feyre obedece e é enviada para seu quarto e não para uma cela, para sua surpresa.

Embora inicialmente o relacionamento com Tamlin seja difícil, ele acaba ganhando a confiança e o interesse de Feyre. Sentindo que está falhando com a promessa que fez à mãe e deixando a família para morrer, Tamlin confessa que encantou sua família para pensar que ela foi embora para cuidar de uma tia doente e que os navios de seu pai foram encontrados do outro lado do mar. O próprio Tamlin lhes enviou ouro e jóias para garantir seu bem-estar depois que ele levou Feyre. Sentindo-se livre, ela começa a pintar e tenta aprender a ler.

Coloring Book 8

Feyre encontra Rhys

Durante a noite do Calanmai, Feyre é aconselhada por Tamlin a ficar em seu quarto e não abrir a porta, não importa o que aconteça. Inquieta, devido ao som dos tambores, e sentindo-os chamá-la, deixa a mansão e vai para as colinas.

Lá, ela encontra três Grão-Feéricos, que se interessam por ela e a levam até a floresta, onde tentam se aproveitar dela. Ela é salva por um estranho, que ela pensa ser o homem mais bonito que já viu, sensual, mas perigoso. Quando eles se separam, ela é encontrada por Lucien e volta para a mansão.

Quando ouve a música das colinas parar de repente, Feyre sai de seu quarto para fazer um lanche, apenas para ser encontrado por um Tamlin estranho e embriagado de magia. Ele começa a seduzi-la e morde seu pescoço. Ela bate nele e diz que não é um segundo prato. Depois desses eventos, o interesse entre ela e Tamlin se torna mais óbvio.

Certa manhã, enquanto tomava o café da manhã, o feérico que a salvou durante o Calanmai entra na mansão. Antes de chegar à sala de jantar, Lucien encanta Feyre para não ser visível para o estranho. Tamlin revela que o estranho é Rhysand e tenta expulsá-lo. Rhysand revela que ele veio a Corte Primaveril para passar uma mensagem de uma mulher desconhecida, mais tarde revela-se que era Amarantha. Antes de Rhysand sair, ele nota o prato extra na mesa e reconhece o cheiro de Feyre. Ele destrói o encanto e, usando seus poderes, lê e agarra a mente de Feyre, machucando-a e assustando Tamlin.

Depois disso, Tamlin a manda para casa, onde ela encontra sua família, agora rica. Nestha confessa que resistiu ao encanto de Tamlin e se lembra de tudo o que aconteceu. Depois de algumas semanas, Feyre decide voltar para a Corte Primaveril, que ela encontra deserta e destruída. Ela encontra Alis, que explica o que aconteceu e o porquê.

Coloring Book 15

Feyre apunhala Tamlin

Feyre decide ir até Sob a Montanha, onde ela é levada até Amarantha. Feyre afirma que quer libertar Tamlin e Amarantha concorda, mas apenas se Feyre sobreviver a três tarefas e resolver um enigma. Tamlin fica em silêncio e imóvel durante toda a interação entre as mulheres.

Durante sua primeira tarefa Feyre machuca o braço, que é deixado sem tratamento por Amarantha e outros feéricos. Uma noite, Rhysand consegue entrar na cela de Feyre e oferece curá-la em troca dela passar uma semana de cada mês na Corte Noturna. Feyre inicialmente discorda, mas negocia uma semana por mês. Quando ambos concordam, uma bela tatuagem preta com um olho de gato na palma da mão aparece em seu braço esquerdo.

Depois de completar com sucesso as duas tarefas restantes, Amarantha, enfurecida, começa a matar Feyre, que finalmente consegue quebrar a maldição de Amarantha com seu último suspiro. Amarantha quebra o pescoço de Feyre e ela morre.

Feyre é mais tarde ressuscitada pelos sete Grão-Senhores de Prythian, mas ela é transformada no processo em uma Grão-Feérica, ficando traumatizada por todas as coisas que teve que fazer para libertar Tamlin, ela mesma e toda Prythian. Ela se despede de Rhysand e volta para a Corte Primaveril para morar com Tamlin.

Corte de Névoa e Fúria

Coloring Book 17

Casamento de Feyre e Tamlin

Feyre passou três meses na Corte Primaveril após os eventos de Sob a Montanha. Ela luta com os eventos traumáticos que experienciou, tendo matado dois Grão-Feéricos inocentes como parte de suas tarefas. Ela acorda constantemente no meio da noite com pesadelos e vomita no banheiro. Tamlin, lidando com questões semelhantes, ignora o que está acontecendo com os dois, fingindo que nada aconteceu. A saúde física e mental de Feyre continua se deteriorando e Tamlin não permite que ela saia de sua mansão.

Feyre passa o tempo planejando seu casamento junto com Ianthe, uma Grã-Sacerdotisa e amiga de infância de Tamlin. Ianthe assume a responsabilidade de planejadora de casamentos e, com Tamlin, controla todos os aspectos da vida de Feyre, incluindo o que ela veste. Feyre, estando tão quebrada, aceita tudo o que eles querem fazer com ela.

De acordo com Ianthe e Tamlin, as responsabilidades de Feyre são ter filhos para garantir que a linhagem de Tamlin sobreviva e planejar as festas. Ela tem que se comportar de acordo com os desejos dele, para enviar a "mensagem certa" para as Cortes restantes. Tamlin confessa a ela que ela será apenas uma consorte, nunca uma Grã-Senhora.

No dia de seu casamento, Feyre não tem certeza do que está fazendo. Ela acha que depois de casada, as coisas serão melhores entre ela e Tamlin e, eventualmente, um laço de parceria ocorrerá. Alis menciona que ela parece que está indo a um funeral em vez de seu casamento.

Feyre Darling

A dez passos de chegar até Tamlin, Feyre decide parar o casamento. No entanto, ela mal consegue falar e para de andar no meio do caminho. Ela entra em pânico e reza para que alguém a resgate e pare o casamento. Tamlin percebe o que está acontecendo e tenta agarrá-la e puxá-la até ele. De repente Rhysand aparece para levar Feyre para a Corte Noturna, dando início ao acordo que fizeram Sob a Montanha.

Os dois atravessam para a Corte Noturna, onde ela vê uma grande casa na montanha, em vez do lugar horrível que esperava. Feyre fica surpresa ao ver preocupação nos olhos de Rhysand, mas enquanto ele tira sarro do seu vestido de noiva e do fiasco, ela joga um dos sapatos na cabeça dele. Rhysand diz que ela é bastante forte para uma Grã-Feérica normal e que pode ter herdado os poderes de outros Grão-Senhores, enquanto eles a ressuscitaram, e que precisa treinar para estar preparada para uma guerra contra o Rei de Hybern e seus exércitos.

Na manhã seguinte, Rhysand diz a Feyre sua "tortura" durante a semana, é aprender a ler. Ele também oferece a ela um emprego para ficar com ele e trabalhar, que ela recusa automaticamente por ódio e raiva dele.

Quando Feyre é devolvida a Corte Primaveril, Tamlin a usa como espiã para reunir todas as informações possíveis sobre a Corte Noturna e Rhysand.

Durante  o Tributo, uma coleta de impostos que Tamlin cobra de todos os residentes de suas terras, Feyre ajuda um espectro de água a pagar sua dívida, fato que enfurece Tamlin. Quando começam a discutir sobre isso, Feyre confessa que se sente controlada e sobrecarregada por Tamlin. Por fúria, ele destrói seu escritório, mas ela não fica ferida, pois criou um escudo físico ao seu redor para se proteger. Ela imediatamente o perdoa pelo que aconteceu.

Quando Rhysand a leva a Corte Noturna pela segunda vez, ela passa a maior parte do tempo sozinha e lendo livros, depois de aprender a ler e escrever sob os ensinamentos e provocações de Rhysand. Ele também a ensina a bloquear sua mente de qualquer um que possa tentar controlá-la. Quando ela está prestes a retornar ao Corte Primaveril, preocupado, ele pergunta o que ele pode fazer para ajudá-la, já que ela está parecendo física e mentalmente pior todos os dias. Ela novamente recusa sua ajuda, mas expressa que não está tão animada em voltar para a Corte Primaveril.

Quando retorna a Corte Primaveril, Tamlin restringe todos os seus privilégios, dizendo que é para sua própria segurança. Uma manhã, Tamlin sai em patrulha com Lucien e Feyre os vê saindo e implora para ir junto. Ele se recusa e põe um encantamento na casa, trancando-a dentro dela. Ela entra em pânico e se envolve em um casulo de escuridão, fogo e vento. Rhysand é forçado a destruir os encantamento de Tamlin e envia Morrigan para resgatá-la.

Quando acorda no dia seguinte, ela encontra Rhysand em seu quarto, cansado e desesperado, depois de passar a noite em uma cadeira tomando conta dela. Ele diz a ela que está livre para ficar na Casa do Vento até que deseje ir embora. Feyre pede a ele para levá-la com ele e ele os leva para Velaris.

Depois de conhecer o Círculo Íntimo de Rhysand, Feyre decide trabalhar com ele. Depois de vários eventos, ela começa a perceber o quão quebrada estava e o quanto foi maltratada na Corte Primaveril. Ela começa uma estrada de autodescoberta que a leva exatamente a onde pertence. Tudo isso ocorre no meio do início de uma guerra contra Hybern. No processo, Rhysand é antigido por flexas de freixo enquanto voa e Feyre o salva, matando os agressores e removendo as flechas de seu corpo. Ela acha que as flechas foram envenenadas e tenta ajudar Rhys capturando o Suriel. Ela descobre que o Grão-Senhor da Corte Noturna é seu parceiro.

Feyre fica chateada, mas retorna até Rhys e o cura com seu sangue, como Suriel a instrui. Ela leva Rhys de volta a Morrigan e os outros, e pede a Mor para levá-la embora. Depois de alguns dias em um pequeno chalé, percebe que ama Rhysand assim como ele a ama. Ele aparece um dia e explica tudo a ela, como protegeu Velaris de Amarantha e os sonhos que costumava ter da vida de Feyre. Conta como a encontrou no Calanmai, quando sentiu o laço de parceria e como se apaixonou por ela. Eles se declaram e depois retornam ao acampamento IIIyriano. Cassian chama Rhys para uma luta para aliviar parte da raiva que sente. Eles recuperam a primeira metade do Livro dos Sopros e recebem a segunda metade da Rainha Dourada do mundo mortal.

Dab8372-a13bd102-f699-4e74-9b96-d628f77898ac

Grã-Senhora e Grão-Senhor da Corte Noturna

Velaris é então atacada e Feyre defende a cidade, usando os poderes à sua disposição. Ela mata o Attor e Rhys a nomeia Defensora do Arco-íris. Rhys, Feyre, Mor, Cassian e Azriel viajam para Hybern. Feyre não anula o poder do Caldeirão, e eles se encontram com Jurian, que foi ressuscitado pelo Rei de Hybern. Jurian atira em Azriel e eles são levados ao rei de Hybern. É revelado que Tamlin e Lucien estavam trabalhando com Hybern, permitindo que Hybern montasse uma área onde eles poderiam derrubar a muralha, em troca de recuperar Feyre de volta. O rei sente que Rhys e Feyre são parceiros. Aparentemente, Ianthe os traiu e contou ao Rei onde estavam as irmãs de Feyre. O rei as arrastou e derrubou no Caldeirão, tornando-as Grã-Feéricas. O laço de parceria de Lucien e Elain se forma. Rhys quase faz uma oferta ao rei, quando Feyre começa a tremer violentamente e usa sua magia de Luz da Corte Diurna, temporariamente cegando a todos. Ela destrói as proteções do castelo que os estava impedindo de atravessar e finge que Rhys estava controlando sua mente.

Seus amigos seguem com a farsa enquanto ela chora e corre para Tamlin, que se recusa a aceitar que ela poderia amar outra pessoa, e a vê como sua propriedade, prêmio. Eles se despedem em silêncio e Mor procura Elain e Nestha e as atravessa. Rhys, Cassian e Azriel as seguem. Feyre volta para a Corte Primaveril e é revelado que ela é espiã de Rhysand e a Grã-Senhora da Corte Noturna, a rainha de Rhys e igual em todos os sentidos. Enquanto Feyre caminha pela calçada, ela olha para trás e vê que Lucien percebeu todas as mentiras. Ela sorri para ele enquanto Tamlin a conduz ao núcleo de seu território.

Corte de Asas e Ruína

Feyre-2

Feyre retorna a Corte Primaveril. Ela está lá para espionar e coletar informações. Ela também planeja a destruição da corte de Tamlin - por dentro. Ela usa um encantamento para cobrir a tatuagem que a marca como a Grã-Senhora da Corte Noturna. Ela volta as sentinelas de Tamlin contra ele, convence o resto dos Feéricos da Primaveril que ela é abençoada pelo Caldeirão e estabelece seu status na Corte. Ela mata Dagdan e Brannagh, sobrinha e sobrinho do Rei de Hybern e força Ianthe a esmagar sua mão com uma pedra. Quando ela termina seu trabalho, vai embora. Ela preparou a Corte Primaveril para cair e foi para casa. Lucien a segue em sua jornada, onde ela se depara com três dos irmãos dele, sendo um deles Eris, herdeiro da Corte Outonal. Cassian e Azriel os resgatam e os trazem para casa. Ela tem um reencontro emocionante com Mor e Amren, mas é superada pela emoção quando vê Rhys. Hybern ataca Adriata e a Corte Noturna vai em seu auxílio. O Círculo Íntimo de Rhys vai para a batalha e ajuda Tarquin e seus soldados a derrotar Hybern. O Rei aparece em forma de holograma, revelando a Rhys que sabia de suas histórias pessoais e que levaria tudo que eles têm para derrotá-lo.

Caldron

Rhys está morre de medo por causa disso e tem medo de que tenha ameaçado a vida de Feyre. O rei desaparece e Rhys deixa o navio. Quando Feyre percebe que eles têm os exércitos, ela pensa sobre o lado deles ter os monstros e pede para ir ver o Entalhador de Ossos. Rhys leva ela e Cassian para a prisão e Feyre pede a ele para lutar contra Hybern. Ele concorda, mas apenas se ela o trouxer o Uróboro, um espelho possuído por Keir, o pai de Mor.

Poderes e Habilidades

Feyre Archeron

Quando Feyre morreu Sob a Montanha, ela ressuscitou e renasceu dos poderes combinados dos sete Grão-Senhores. Ela foi transformada em uma Grão-Feérica, ganhando assim o físico dos Grão-Senhores, força e velocidade, seus sentidos mais agudos e sua imortalidade. Feyre também herdou uma fração de todos os sete poderes dos Grão-Senhores e, como resultado, ela é capaz de rastrear objetos escondidos através desse poder e usar essas habilidades juntas. Feyre é capaz de atravessar de um lugar para outro. Ela recebe treinamento de combate IIIyriano de Cassian e de voo IIIyriano de Azriel. 

A seguir, a lista de poderes de Feyre e sua Corte correspondente:

  • Corte Primaveril: Metamorfose - Ela é capaz de manifestar garras e asas IIIyrianas.
  • Corte Estival: Manipulação d'água - Ela controla a água habilmente, é capaz de criar "lobos de água" que podem afogar os soldados de Hybern com facilidade. Ela o usa contra Beron, o Grão-Senhor da Outonal, depois que ele insulta Rhysand.
  • Corte Outonal: Manipulação do fogo - Ela domina o controle do fogo, para o desgosto de Beron.
  • Corte Invernal: Manipulação do gelo - Ela domina o controle do gelo, usando-o para congelar partes de um lago depois que Eris o derrete. Kallias pergunta se ela dominou esse poder, ela responde que sim.
  • Corte Crepuscular: Habilidades de cura (por meio de seu sangue) - Ela tem controle de sua cura, usando-a para ajudar Rhysand depois que ele é atingido por flechas de freixo.
  • Corte Diurna: Manipulação do ar, Geração de luz, Quebra de Feitiço - Ela também tem controle sobre essas habilidades, usando-as várias vezes ao longo da série. Um de seus títulos é "Quebradora da Maldição".
  • Corte Noturna: Manipulação da Escuridão e Habilidades Daemati - Tem o domínio dessas habilidades devido ao seu treinamento com Rhysand. Essas habilidades são fortalecidas depois que ela oficializa seu laço parceria com Rhysand e se torna a Grã-Senhora.

Relacionamentos

Família

Feyre tem um relacionamento tenso com seu pai. Ela se ressente por ele nunca ter procurado trabalho depois que ele foi aleijado, deixando-a cuidar da família toda sozinha durante anos.

A jovem também tem um relacionamento complicado com sua irmã mais velha Nestha. Feyre acha que Nesta nasceu com um sorriso de escárnio no rosto e as duas brigam com frequência. No entanto Feyre ainda ama sua irmã e avisa que o rapaz com quem ela quer se casar não é o certo para ela. Feyre fica surpresa ao descobrir que Nestha a procurou depois que Tamlin a levou embora. Nestha também ouviu o conselho de Feyre e largou o cara que ela estava vendo. Ao longo da série Feyre e Nestha vão se aproximando aos poucos.

Feyre tem uma relação melhor com sua outra irmã Elain. Feyre faz os gostos de Elain e compra sempre que pode, sementes para o jardim de flores que ela cuida nos meses mais amenos. Em troca, Elain deu a Feyre um presente, três pequenos tubos de tinta, num verão. Feyre ficou muito feliz com seu presente e pintou flores e pequenos desenhos pela casa.

Interesses Amorosos

"Não consorte, não esposa. Feyre é Grã-Senhora da Corte Noturna.” Minha igual de todas as formas; ela usaria minha coroa, se sentaria em um trono ao lado do meu. Jamais nos bastidores, jamais incumbida de procriação e festas e cuidados com as crianças. Minha rainha."

Feyre e Rhysand compartilham um relacionamento que é ao mesmo tempo perigoso, um pouco odioso por parte dela, carinhoso e compreensivo. Ela quem revelou a ele todas as suas frustrações, e confessou sua dor no final de Corte de Espinhos e Rosas. Ele impediu que ela se destruísse emocionalmente na Segunda Tarefa, e perdeu a costumeira calma que tinha enquanto tentava salvá-la na Terceira. Os dois se compreendem.

Em Corte de Névoa e Fúria Rhysand resgata Feyre da Corte Primaveril. Ele respeita sua liberdade de escolha e capacidade de se defender. Rhysand guerreia com os sentimentos de ódio de si mesma de Feyre e eventualmente ajuda-a a lidar com eles. Seu relacionamento se aprofunda e eles criam sentimentos românticos um pelo outro. Esses sentimentos continuam evoluindo e os levam a se tornarem parceiros.

Em Corte de Espinhos e Rosas, Feyre rapidamente desenvolve um relacionamento romântico com Tamlin, o Grão-Senhor da Corte Primaveril. Os dois compartilham momentos lascivos.

Em Corte de Névoa e Fúria, o relacionamento deles sofre um baque quando retornam de Sob a Montanha e Tamlin se torna extremamente super protetor e controlador, a ponto de a atacar se o questionar e, eventualmente, trancá-la dentro de casa. Estar presa faz com que Feyre tenha um ataque de pânico que leva à descoberta de sua capacidade de manipular sombras. Ela interrompe o noivado deles pouco antes de ser resgatada e levada para a Corte Noturna.

Feyre teve um relacionamento distante, quase estritamente sexual com um garoto de sua aldeia chamado Isaac Hale.

Amizades Notáveis

Ela se torna amiga de Lucien, outro feérico que mora na Corte Primaveril.

Em Corte de Névoa e Fúria, sua amizade se aprofunda. Ele é compreensivo em relação ao estresse pós-traumático de Feyre e tenta, porém falha em deixar que Tamlin a treine para controlar suas novas habilidades. Lucien assume uma atitude mais leal em relação a Tamlin, dando mais importância a ele que a amizade de Feyre. Isso leva a confrontos entre eles.

Curiosidades

  • Se Corte de Espinhos e Rosas se passasse nos tempos modernos, Feyre adoraria os filmes de Sofia Coppola. [2]
  • Em Corte De Gelo e Estrelas há um capítulo escrito no POV de Rhys no qual ele revela que Feyre tem cheiro de lilás e pera
  • Feyre deriva de "Fayre", que é um nome em inglês que significa "bonito".
  • Feyre é levemente baseada em Bela de A Bela e a Fera.
  • Sarah J. Maas afirmou em uma entrevista que parte do motivo pelo qual ela escolheu o nome "Feyre" foi porque soava como "fair"(justo).
  • Sarah J. Maas declarou em uma entrevista que Feyre seria escolhida para a Sonserina se ela fosse a Hogwarts.
  • Em uma entrevista, Maas afirmou que se Feyre terminasse com alguém da série "Trono de Vidro", provavelmente seria Chaol Westfall.


Referências

Corte Noturna
Personagens Rhysand · Feyre Archeron · Amren · Morrigan · Cassian · Azriel · Nesta Archeron · Elain Archeron · Lucien Vanserra · Nuala · Cerridwen · Keir · Devlon · Clotho · Madja · Bryaxis · Sevenda · Rita · Thanatos · Filha do Thanatos · Pai do Rhysand † · Mãe do Rhysand † · Irmã do Rhysand † · Enalius
Lugares Cesere · Cidade Escavada · Palácio de Osso e Sal · Palácio de Linhas e Joias · Arco-Íris de Velaris · Restaurante · Rita's · Rio Sidra · A Prisão · Velaris · Ilhas do Oeste
Corte Primaveril
Personagens Tamlin · Feyre Archeron (anteriormente) · Lucien Vanserra (anteriormente) · Alis (anteriormente) · Ianthe † · Andras † · Bron · Hart · Pai do Tamlin · Mãe do Tamlin · Pai da Ianthe · Mãe da Ianthe · Irmãs da Ianthe
Lugares Vila · Floresta a Oeste
Grão-Senhores e Senhoras de Prythian
Atuais Rhysand · Feyre · Tamlin · Tarquin · Beron · Helion · Kallias · Thesan
Antigos Pai do Tamlin · Pai do Rhysand · Nostrus


Esta página utiliza conteúdo de um artigo da Wiki ACOTAR.
A lista de autores pode ser vista no histórico da página.