FANDOM



Lucien Vanserra é um Grão-Feérico e um amigo próximo de Tamlin, o Grão-Senhor da Corte Primaveril. Ele é o filho mais novo de Beron, o Grão-Senhor da Corte Outonal.

Vida Pregressa

Lucien Vanserra nasceu como o filho da Senhora da Corte Outonal e Helion, mas foi criado como o mais novo dos sete filhos de Beron, o Grão-Senhor da Corte Outonal. Ele cresceu na Corte de Beron, mas nunca se importou muito com sua nobreza. Ele fez amizade com indivíduos de diferentes cortes e com pessoas de origens não aristocráticas. Como era improvável que Lucien se tornasse Grão-Senhor, ele foi autorizado a andar pela corte como bem entendesse.

Durante sua juventude, ele conheceu uma feérica inferior chamado Jesminda, que vivia no campo da Corte Outonal. Ela o provocou e o seduziu até que eles finalmente se apaixonaram. Beron desaprovou esse relacionamento, pois ele acreditava que era inadequado para um nobre Grão-Feérico se casar com uma feérica inferior, e então ele a executou na frente de Lucien. Seus dois irmãos mais velhos o obrigaram a assistir. No entanto, Eris, seu irmão mais velho, não estava lá.

Depois disso, Lucien deixou a Corte Outonal e fugiu para a Corte Primaveril. Seus irmãos acreditavam que ele era um contendor da posição de Grão-Senhor, e, por isso, três deles foram matá-lo para impedi-lo de um dia tornar-se Grão-Senhor da Corte Outonal. Lucien matou um dos irmãos, enquanto Tamlin matou o outro.

Vida na Corte Primaveril

Sem um lugar na Corte Outonal, Tamlin nomeou-o como emissário da Corte Primaveril. Lucien passou tempo residindo na corte de Tamlin, e se reuniu com pessoas de outras Cortes, incluindo seu pai, Beron, que ele foi forçado a encontrar para assuntos políticos.

Lucien foi enviado para se encontrar com Amarantha, enquanto ela desejava Tamlin e queria um relacionamento com ele. Tamlin não o fez, e assim enviou Lucien como seu emissário para Amarantha e manteve a paz em Prythian. Contudo, depois de ouvir que ela foi rejeitada, Amarantha recusou-se a manter a paz. Com raiva, Lucien disse a Amarantha que voltasse para o esgoto de onde tinha rastejado, e como punição ela esculpiu o olho dele e o mandou de volta para a Corte Primaveril. Seu rosto ficou marcado pelo incidente. Nuan, um alquimista da Corte Diurna, ajudou a Corte Primaveril na cura de Lucien. Ela criou um olho de metal e deu a Lucien para substituir seu olho esquerdo.

Não muito tempo depois, Amarantha organizou um baile de máscaras Sob a Montanha e alegou que era para compensar a remoção do olho de Lucien. Todo a Corte Primaveril compareceu, incluindo Lucien, que usava uma máscara de raposa. Amarantha escolheu organizar um baile de máscaras para que Lucien pudesse esconder as cicatrizes, embora seus verdadeiros motivos para a festa fossem fazer de Tamlin seu amante e consorte. No entanto, Tamlin ficou indignado com os ferimentos que infligiu em Lucien e por isso ele se recusou e disse que preferia levar um humano para a cama. Com isso, Amarantha amaldiçoou toda a Corte Primaveril para sempre usar suas máscaras, incluindo Lucien, que foi forçado a usar para sempre sua máscara de raposa. Tamlin teve sete vezes sete anos para quebrar a maldição ao se apaixonar por uma garota humana que despreza os feéricos.

História

Corte de Espinhos e Rosas

Em construção.

Corte de Névoa e Fúria

Em construção.

Corte de Asas e Ruína

Em construção.

Corte de Gelo e Estrelas

Em construção.

Aparência

Em construção.

Relacionamentos

Enquanto morava na Corte Outonal, Lucien conheceu Jesminda, uma feérica inferior que vivia no campo. Ela o provocou e o seduziu até que o casal eventualmente se apaixonasse. Jesminda apreciou Lucien por quem ele era, em vez de amá-lo por sua nobre posição. Lucien a amava com a mesma quantidade de apreciação e até acreditava que ela era a mulher mais bonita que ele conhecia. Eles não eram parceiros, embora isso não diminuísse seu amor.

O amor da dupla foi interrompido, pois Beron acreditava que era inapropriado para um nobre Grão-Feérico ter um relacionamento com uma feérica inferior, e então executou Jesminda na frente de Lucien. Isso teve um efeito angustiante em Lucien, que fugiu para a Corte Primaveril em busca de segurança.

Em construção.

Lucien é amargo e frio em relação a Ianthe, rejeitando seus avanços sexuais. Ianthe, no entanto, está interessada na perspectiva de ter um filho com Lucien, pois seus filhos seriam poderosos e respeitados. Ela tenta ganhar seu interesse, mas ele constantemente a ignora. Durante a noite de Calanmai, Tamlin se recusa a participar do Grande Ritual. Lucien acredita que é seu dever substitui-lo e dorme com Ianthe. Esta noite é algo que Lucien lamenta e está profundamente envergonhado. Depois que Ianthe sequestra as irmãs de Feyre e as leva para Hybern, Lucien se torna mais amargo em relação a Ianthe. Ele não demonstra gratidão pelo que ela fez. Apesar das constantes rejeições, Ianthe o prende em algemas, forçando-o a aceitá-la sexualmente. Mesmo assim, Lucien não reconhece seus avanços e é salvo por Feyre, que deixa Ianthe na Corte Primaveril.

Curiosidades

  • O nome Lucien é francês e significa "luz". Ironicamente, em Corte de Asas e Ruína, Lucien é revelado como sendo o filho biológico de Helion, o Grão-Senhor da Corte Diurna. Helion tem o poder de manipular a luz.
  • Sarah J. Maas originalmente planejou que Lucien tivesse um relacionamento romântico com Nestha. No entanto, quando ela começou a escrever Corte de Névoa e Fúria, Maas chegou à conclusão de que esse relacionamento não funcionaria.
  • Lucien não gosta de usar o sobrenome “Vanserra”. Feyre suspeita que ele parou de usá-lo assim que o coração de sua amada parou de bater.